Beleza e formosura não dão pão nem fartura

(Por Zulmara Fortes)

“Fiquem certos, colegas, de que não há nada mais sem graça

do que homem bonito.”

 

Nunca compre carro pela aparência. Design moderno, bancos de couro, alta tecnologia, nada disto garante satisfação total ao cliente. Com os usados, pior ainda. Lataria brilhando, nenhum risco ou amassadinho, pára-choques intactos, placas retilíneas; ligue o desconfiômetro. Itens que enchem os olhos não são garantia de bom desempenho. O que não está ao alcance da vista, será que tem a mesma qualidade? É possível que tantos cuidados com a aparência signifiquem muitos cuidados com a manutenção dos itens essenciais – motor, amortecedores, bateria, freios – possível, mas improvável. Maquiar a lataria para impressionar o comprador, baixar a quilometragem e colocar pneus “novos” recauchutados, é fácil e comum. Causam uma primeira boa impressão. Depois vão aparecendo defeitos graves, só percebidos com o uso. Quando vejo um carro com marcas na pintura, pára-choques meio tortos e placa desbotada, me sinto mais confiante para um test drive.

Nesta mesma linha de raciocínio percebo os homens. Os bonitos por fora, em geral, são de fraco desempenho. O famoso protótipo moreno, alto, olhos verdes e barriga de tanquinho, não raro deixa muito a desejar nos itens essenciais. Os bonitos por fora não investem na relação, pois são a caça, nunca o caçador. Não têm pegada. Mais vale um feio de atitude do que um bonito sem graça. Os que não foram abençoados com belezura também não são acostumados à conquista fácil. Estes são os bons. Têm que mostrar serviço e dizer a que vieram. Desempenhar bem seu papel de macho, seduzir, investir, ou seja, dar o melhor. Mulheres, por mais que se digam modernas e descoladas, são seduzidas pelas atitudes do dia a dia, o passo a passo. Nada mais desagradável do que carregar um homem como se fosse um troféu, sabendo que, a qualquer momento, pode trocar de mãos, mas que, na intimidade, não passa de um homenzinho sem a menor graça.

Assim também são as mulheres bonitas. Muito desejadas, acham o máximo deixar uma fila de homens boquiabertos quando passam. Durante muitos anos a imagem da mulher bonita foi associada à burrice. A igualdade social dos gêneros tem colocado o homem bonito neste mesmo patamar. E, em tempos de revolução sexual, quando homens e mulheres discutem seus desempenhos em mesas de bar e programas de televisão, demonstrações de vigor valem mais do que qualquer padrão de beleza.

De volta ao carro, não adianta ser bonito e bom de lataria, se o motor é ruim ou fraco, ficando empenhado na metade do caminho. Não compre sem testar. É muito fácil errar, quando, levado por impulso ou paixão, escolhe-se pela aparência. O que não quer dizer, absolutamente, que o veículo não possa ser bonito, design moderno, e, ao mesmo tempo, potente e confortável, proporcionando enorme prazer ao usuário. Só que todas estas qualidades juntas encarecem o produto. Manter uma Ferrari não é para qualquer um!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s