Esconjuros

Felipe Basso II

“Nunca diga que o amor é fácil,

antes de vivê-lo como um vício.

Eu sofri quando terminou. Claro. Mas todo mundo me dizia que sofrer não estava com nada, que eu devia sair daquela deprê e ir pra noite pegar mulher, porque afinal, “elas estão todas a fim de dar”. Tá facinho, bicho, era o que me diziam.

Entretanto, eu queria sofrer. Minha glória, minha única glória, depois do desfecho imprevisível do nosso lance, seria sentar no balcão do bar e pedir uísque e ficar ali me lamentando com o garçom. E quem é que encontra garçom com paciência para ouvir papo de homem descornado?

“Vai pra zona e para com essa merda”, foi o que me disse o primeiro e único com quem tentei desabafar.

Só me restou ir para casa. Mas para quê? Chorar escondido, deitado no sofá, vendo reprise de Ghost? Tudo bem, queria muito sofrer e sofrer muito pelo fim do nosso rolo, claro, mas aí também já ficava pesado demais.

A verdade é que a dor da gente não vale mais nada, nem quando sai no jornal.

Só restou sofrer em silêncio. Mas sofrimento assim vicia rapidinho. Não demorou muito e eu comecei a gostar do sentimento. Ninguém saberia da minha dor, não seria compartilhada e nem curtida em rede social nenhuma, em site de relacionamento nenhum, em nenhuma bar pé-sujo que frequento por aí. A dor, finalmente, seria só minha.

E foi bom por um tempo. Como é o vício no começo. Ele nos deixa com autoestima elevada, capaz de enfrentar os olhares e comentários dos inimigos, dos conhecidos, e principalmente, das parcerias. Voltei a frequentar os bares, a falar alto e a contar vantagem, como sempre fiz.

O vício, porém, é traiçoeiro como juro de cartão de crédito. Você não sabe o tamanho da conta que vai pagar no mês seguinte. E quando eu caí, não foi um escorregão, como você já deve ter imaginado.

Mas os tempos são outros. Há crédito de sobra no mercado, inclusive, para negativados. Sendo assim, pendura aí, que lá vou eu me afundar nos juros de um novo amor.

Anúncios

2 comentários sobre “Esconjuros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s