Volta, Maria

“O homem só tem duas missões importantes: amar e escrever à máquina.

Escrever com dois dedos e amar com a vida inteira.”

 

Você não sabe, Maria, mas toda terça à noite, no Apolinário, no bairro mais boêmio da cidade, há onze cronistas pensando em você. Nos sentamos em uma enorme mesa e ali, entre chopes e comidinhas, escrevemos crônicas inspiradas em trechos de crônicas suas, Maria.

Ah, é como se você estivesse sentado em uma daquelas cadeiras. É como se você fosse amigo da gente. Foi por isso que o Rubem Penz, o organizador da coisa toda, chamou a oficina de Maria Volta ao Bar. E foi o próprio Rubem que resumiu do que se trata o evento: “O bar levou Maria pelo coração. E é pelo coração que nós vamos trazê-lo de volta.”

Esse blog é para isso, Maria, para a gente postar as nossas crônicas, mas também para postar crônicas suas, imagens, e o que houver mais para lembrar a tua obra.

Agora, com licença, Maria, o garçom já está vindo com o pedido e a gente precisa cumprir com a nobre missão de escrever. Escrever e amar.

Um comentário sobre “Volta, Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s